O MONGE E O EXECUTIVO – UMA HISTÓRIA SOBRE A ESSÊNCIA DA LIDERANÇA

07.11.14

Quer conhecer a essência e os segredos da liderança? Apresentamos “O Monge e o Executivo – Uma História sobre a Essência da Liderança”. A narrativa se dá em torno de Leonard Hoffman, um famoso CEO de uma multinacional que resolve largar o cargo para dedicar a vida a um mosteiro beneditino. Já no primeiro capítulo, a sua identidade de monge é revelada. A partir daí, o enredo narra a história da essência da liderança e os princípios básicos dos verdadeiros líderes.

O que torna o livro ainda mais interessante é que o seu autor, John Daily, vivenciou essa história na vida real. Ele, que tinha uma carreira em franca ascensão no início dos anos 90, além de um casamento feliz e com dois filhos, se viu, anos depois, em uma situação nada agradável: uma crise toma conta de todos os setores da sua vida.

É aí que, incentivado por sua mulher, John decide fazer um retiro espiritual em um mosteiro. O mesmo mosteiro onde seu ídolo profissional havia se enclausurado após deixar a carreira de CEO. Lá ele descobre que Leonard Hoffman se tornou Simeão. Feliz coincidência, pois John tem sonhos recorrentes com esse nome.

A semana de John no mosteiro foi recheada de aprendizado sobre liderança. Aprendizado esse que todos podem obter neste livro que, desse estilo, é o mais vendido no Brasil, desde o seu lançamento em 2004.

Temos certeza de que este é um livro muito inspirador e proveitoso para você que é líder e que quer a cada dia aperfeiçoar sua atuação.

act_logo (1)

 

 

 

Rua Santa Catarina, 1627 – 16º andar
Lourdes – Belo Horizonte, MG
(31) 3031-5990 / (31) 3889-8877

act@actcomunicação.com.br
https://www.facebook.com/ACTComunicacao

https://www.linkedin.com/company/act-comunica-o
http://www.actcomunicação.com.br

A capacitação dos líderes para o desenvolvimento de um planejamento estratégico

ImagemDando prosseguimento a nossa discussão sobre a formação de líderes, hoje vamos falar sobre a importância da capacitação nesse processo. (Leia o primeiro post que fala sobre Líderes multiplicadores).

Ser líder e exercer liderança está intimamente ligado a desenvolvimento contínuo, superação de obstáculos, foco, ação, feedback e aprendizado constante.

De acordo com uma pesquisa realizada feita pela HSM e Empreenda Consultoria, 71% dos 687 executivos entrevistados afirmaram que suas empresas não possuem líderes na quantidade e qualidade suficientes para sustentar a estratégia de crescimento nos próximos 3 anos. A pesquisa também revelou que  um dos problemas dos atuais líderes é a falta de planejamento de longo prazo.

Por isso, hoje vamos falar de uma das mais importantes estratégias para suprir a carência de líderes nas empresas: a capacitação.

Ainda de acordo com a pesquisa pela realizada pela HSM e Empreenda Consultoria, os entrevistados apontaram como principais desafios dos líderes para o futuro:

  • Reter e motivar talentos (51% dos votos)
  • Executar a estratégia (42% dos votos)
  • Colocar as pessoas certas no lugar certo (40% dos votos)

Essas habilidades são necessárias em qualquer organização, seja de caçadores da idade da pedra ou de trabalhadores do conhecimento do século XXI, mas também são alcançáveis por qualquer pessoa que esteja disposto a aprender e aplicar as ferramentas certas.

Qual é a estratégia?

Parece algo simples de compreender, mas, nos programas de consultoria que implementamos para o desenvolvimento de Líderes Multiplicadores vemos que, na grande maioria, os líderes estão perdidos na organização, sem saber qual a estratégia deve ser seguida e  o que efetivamente devem cumprir na agenda diária, por isso, muitas vezes ocupam o seu tempo com atividades extremamente operacionais. Ou seja, uma hora que sai muito cara para a empresa, que é desperdiçada com atividades de execução, ao invés de estratégicas.

O pior é que o líder está com um foco tão operacional, que perde sua visão panorâmica do todo e nem percebe o tamanho do prejuízo.

Isso acontece por 2 principais motivos:  Falta de planejamento e falta de raciocínio estratégico.

O que fazer?

 Nesses casos o primeiro passo é ensinar o seu líder a gerir o seu tempo. Ensinar? Isso mesmo!
Dependendo do nível de maturidade do seu gestor, é necessário ajudá-lo a implementar uma ferramenta de gestão do tempo, que deve conter desde a definição de prioridades diárias, às metas para o cumprimento de tarefas e acompanhamento dos resultados. Se falta tempo para dedicar-se ao desenvolvimento de seus líderes, é aí que você pode contar com o apoio de uma consultoria.

Nossa recomendação é que ao implementar uma ferramenta de gestão do tempo, o acompanhamento seja semanal, a partir de reuniões com a liderança imediata e na medida em que for ganhando desenvoltura, passe a ser quinzenal ou mensal.

É de extrema importância que as atividades diárias contemplem no mínimo 70% de ações estratégicas, dentre elas: reuniões com a equipe de acompanhamento de resultados; reuniões intersetores para integração e cooperação entre as áreas; momentos regulares de feedback; análise de itens de controle do desempenho da equipe, que transformem esses itens em indicadores e medições objetivas de resultados; criação de manuais e cartilhas de continuidade, programa de formação dos colaboradores novatos em etapas, mini treinamentos e acompanhamento in loco das  atividades da equipe.

Um líder só pode ter conhecimento e domínio real do que acontece com a sua equipe, se estiver previsto em sua agenda momentos de observação in loco e de proximidade e feedback, com foco para o desenvolvimento e não para a simples execução.

Em nossas consultorias, ao implementarmos uma agenda com foco para o desenvolvimento de pessoas, vemos que é fundamental acompanhar o líder de perto, regulando e dando feedback do seu desempenho, até que assimile as novas funções e obtenha independência total da ACT. É neste momento que percebemos que o multiplicador dará continuidade a todas as padronizações que realizamos em conjunto com ele, de forma madura e assertiva.

E na sua empresa? Como tem sido realizado este processo de capacitação e desenvolvimento de líderes? Conte pra gente!

E se precisar, conte com o ACT Top! O diferencial do nosso trabalho é desenvolver multiplicadores com diferentes focos – comercial, atendimento, de gestão estratégica, dentre outros. Conheça mais!

Líderes multiplicadores: as pessoas rumo ao crescimento da empresa

Quem nunca teve problemas ao contar com colaboradores na empresa que não souberam executar suas funções de forma adequada para atingir aqueles resultados tão planejados?

Imagem

De acordo com a Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD) existe um crescimento anual de 15,3% nos investimentos em educação corporativa. Em uma ordem de prioridade, os cursos de liderança ocupam o primeiro lugar do ranking, com 80% da preferência.

Sem dúvidas, o desenvolvimento de líderes é um investimento vital e uma etapa importante para garantir o crescimento contínuo de uma empresa. Para isso, as organizações devem identificar, desenvolver, promover, reter e transformar seus líderes em multiplicadores, como parte de uma estratégia contínua de desenvolvimento de talentos. E o mais interessante: os resultados de produtividade, redução de turnover, padronização, motivação e aumento da lucratividade do seu negócio serão visíveis no dia a dia! Vale a pena conferir!

# Mas como transformar seus líderes em multiplicadores?

Sabemos que hoje as pessoas não se mantêm no emprego simplesmente pelo salário, mas sim, por acreditarem nos propósitos da empresa e por se sentirem valorizadas e motivadas para o trabalho. É chegado o momento de pensarmos mais estrategicamente, de que forma os seus colaboradores sejam vitrines, cartões de visita e multiplicadores da cultura do seu negócio. Vamos aproveitar para rever algumas estratégias que indicamos muito em nossas consultorias!

  • Desenvolva programas de premiação e de reconhecimento

Uma boa maneira de motivar seus colaboradores é a partir de programas de endomarketing, com base no cumprimento de metas específicas. Um bom exemplo disso é do nosso cliente, Subway, que conseguiu resultados expressivos de engajamento, a partir do Programa Cookies de Vantagem que a ACT implementou. Leia o case Subway completo.

  • Capriche em ferramentas de interação e colaboração

Outra forma de manter a cultura é investir em programas internos de colaboração, por meio da criação de conteúdos explicativos da empresa. Isso é possível a partir de Portais de Colaboração Online e/ou Intranet, em que os próprios colaboradores se tornam peças chave do seu próprio aprendizado, a partir do envolvimento em enquetes, jogos empresariais, calendário para conhecimento de tudo que acontece na empresa, participação em fóruns, testes, dentre outras diversas possibilidades de interação com tudo que acontece na organização.

  • Faça do seu líder um modelo de sucesso

E se você deseja iniciar com uma medida mais simples, com baixa geração de custos, temos algo prático para te recomendar. É essencial capacitar o seu multiplicador, para que ele aprenda e seja capaz de identificar o que motiva sua equipe de trabalho e como cada pessoa se sente valorizada na organização.

As equipes podem ser facilmente mapeadas por meio de testes padronizados que podem ser disponibilizados à empresa. A partir dos resultados destes testes, sabemos como as pessoas se sentem motivadas (se é, por exemplo, por uma promoção; pela realização profissional ou simplesmente por serem ouvidas) e o que elas realmente valorizam (família; financeiro; físico; profissional; espiritual, dentre outros). Este é o ponto chave para o sucesso das estratégias que você irá utilizar para reconhecer e motivar!

Sendo assim, os resultados dessa análise é o que muda totalmente o foco das ações internas e a forma de abordagem do seu multiplicador.

De nada adianta, por exemplo, criar um plano de carreira baseado em promoções, sendo que sua equipe não é motivada por ‘poder’, mas sim, pelo que chamamos de ‘afiliação’. Tal investimento pode ir por água abaixo e gerar insatisfação. Ou, até mesmo, você pode criar um plano de metas que gera benefícios salariais e essa pode ser uma excelente estratégia, ao ser aplicada para uma equipe comercial, que valoriza o reconhecimento financeiro. Já para outros colaboradores, com diferentes perfis, pode não surtir o mesmo efeito e gerar problemas de comunicação interna e insatisfação.

As estratégias são muitas, mas vão exigir uma análise e um plano de ação que se aplique à sua empresa! E você, o que tem feito para envolver os seus colaboradores no plano de metas e resultados que você busca? Conte para nós!

Conte com a ACT para o que for preciso neste processo. O diferencial do nosso trabalho é desenvolver multiplicadores com diferentes focos – comercial, atendimento, gestão da comunicação propriamente dita, liderança, performance comunicativa, integração, formação de instrutores internos, dentre outros. Conheça os nossos programas de consultoria para formar suas lideranças em todas essas etapas.

O espaço da mulher em posições de liderança

Blog 2 MARLembram do velho jargão de que as mulheres estão tomando conta dos negócios? A pouco tempo o comentário costumava soar mais como uma frase de efeito do que uma constatação sincera do avanço das executivas mulheres nas grandes empresas. O fato é que, por mais terreno que tenham ganhado no mundo corporativo nas últimas décadas, as mulheres ainda não alcançaram a predominância dos ternos e gravatas no alto comando das empresas no Brasil e lá fora.

No Brasil, não existem estatísticas precisas a esse respeito. Mas, de uns tempos para cá, no entanto, nota-se uma mudança de tom quando o velho clichê “as mulheres estão tomando conta dos negócios” é repetido. Se fizermos um levantamento pelo mundo, vamos identificar várias mulheres liderando na política, e à frente de grandes grupos empresariais. Dilma Roussef, no Brasil, Angela Merkel, na Alemanha, Cristina Kirchner, na Argentina, além de Hillary Clinton, nos EUA, são exemplos de mulheres em cargos altos em seus países. Uma das maiores empresas de energia do mundo, a Petrobras, por exemplo, é dirigida por uma mulher, a engenheira química, Graça Foster, executiva de carreira na empresa.

A marcha nos últimos anos de um grupo de executivas rumo aos primeiros escalões na hierarquia das grandes empresas no Brasil e no mundo é uma realidade. A paisagem está mudando, muito menos pelos tailleurs, meias finas e sapatos de salto alto usados pelas mulheres, e mais pela capacidade, competência e dedicação, que tem trazido inovação às salas de decisão das corporações, hoje cada vez mais abertas ao estilo feminino de tocar os negócios.

O mês de março é reconhecido mundialmente por celebrar as conquistas econômicas, políticas e sociais das mulheres. Grande parte das iniciativas e discussões sobre gênero tem foco na inclusão e participação feminina nos conselhos de empresas e em cargos de liderança. O presidente da PwC, empresa de Assessoria Tributária e Empresarial e de Auditoria, Fernando Alves, acredita que para alcançar uma mudança sustentável os setores, público e privado, devem também focar no desenvolvimento de talentos femininos no início de carreira para papéis de liderança no futuro.

Muitas companhias no Brasil oferecem possibilidades para que as mulheres se desenvolvam no trabalho. É o caso da Coca-Cola que, desde 2007, conta com uma iniciativa interna global para mulheres, como parte de sua “Visão 2020”, para apoiá-las na conquista de posições de liderança e aumentar a descoberta de talentos femininos. Outra iniciativa fundamental é o Conselho de Liderança das Mulheres (Women’s Leadership Council). A iniciativa se concentra no recrutamento, retenção e desenvolvimento dos talentos femininos. Como resultado desse trabalho, desde 2011 houve um crescimento na representação global de mulheres de nível sênior de 23% para 28%. Além disso, cerca de 50% de seu quadro de funcionários já é composto por mulheres.

E você, mulher? Como tem se preparado para uma carreira de sucesso? A ACT Comunicação está em busca de Mulheres de Negócios que fazem a diferença! Participe desta campanha e concorra a um Dia de Negócios ACT!

Mulheres de Negócios

Uma homenagem ao Dia Internacional da Mulher

Mulher de Negócios1

Evoluímos, ultrapassamos as barreiras do preconceito, nos tornamos multifuncionais desde os primórdios da nossa existência, através de habilitadas que nos transformaram em mulheres de negócios, adaptadas a lidar com mais de uma função diariamente as mulheres se encaixaram no mercado de trabalho como uma luva, prontas para executar tarefas que antes nunca tinham visto.  De acordo com o IBGE o número de mulheres economicamente ativas cresceu 44,4% de 2003 para 46,1 % em 2011. Enquanto a população dos homens economicamente ativos caiu 1,7% no mesmo período.

Com o cérebro acostumado a se fracionar para resolver tarefas como: buscar o filho na escola, escolher uma roupa para usar no jantar, decidir o cardápio que vai servir ao marido, levar o cachorro para passear, lavar a louça… Todas essas tarefas parecem irrelevantes a uma mulher de negócios, mas foram estas que adequaram a mulher ao mundo dos negócios. Por isso hoje há uma grande exigência com as mulheres, principalmente daquela que trabalha na área de comunicação. As mulheres estão acostumadas a lidar com diversas funções nas quais elas devem se empenhar com o mesmo cuidado, dedicação e carinho que se empenharam nas tarefas do decorrer da evolução feminina.

E quais as habilidades exigidas das mulheres que fazem a diferença no mercado?

  • Iniciativa – mulheres que saibam lidar com situações adversas e se colocam em posição de comando para propor soluções.
  • Sensibilidade com firmeza – a sensibilidade feminina deve ser aflorada no conhecimento do outro, para conhecer o seu cliente a fundo e identificar seus problemas com sabedoria, lidando com firmeza e engajamento. Fazer com que essas qualidades femininas sejam utilizadas no local e momento certos.
  • Comunicação – as cobranças feitas a essas mulheres, são de uma comunicação funcional, bilateral e eficiente, que atinja todos os ângulos dos negócios alcançando os parceiros e clientes consumidores de forma que eles confiem e se tornem aliados nos projetos.
  • Multifuncionalismo – utilizar a habilidade de executar mais de uma função a seu favor fazendo com que otimize seu tempo sem deixar de trabalhar com eficiência e eficácia. Afinal você que usar o tempo a seu favor e não contra você.

Pensando exatamente nas Mulheres de Negócios, especialmente aquelas que estão lutando para se inserir no mercado, a ACT Comunicação Empresarial deseja presentear as mulheres neste mês tão especial para elas.

Acesse o nosso Facebook e participe da Campanha que vai te dar Dia de Negócios ACT.

Comunicação para toda obra

Técnicas que vão te deixar seguro e confortável para levantar a mão e se pronunciar!

ComunicaçãoVocê também é mais um daqueles que evita falar em público? Ou pede, por favor, para não ser escolhido na reunião para apresentação daquele projeto que você investiu semanas para terminar? Dominar as habilidades comunicativas se tornou fundamental para o desenvolvimento da carreira, do papel de liderança e da performance em apresentações em público. De acordo com uma pesquisa da Right Management, empresa de Consultoria Organizacional, há três habilidades que devem ser bem trabalhadas: concisão, objetividade e clareza. Simples? Nem tanto… Mas como desenvolvê-las?

Vários métodos podem ser aplicados para o desenvolvimento das habilidades comunicativas, alguns destes com uma abordagem maios clínica e outros, com abordagem mais técnica. O Coaching de Comunicação, por exemplo, trabalha de forma integrada para conferir o sucesso na sua situação real de comunicação.

O QUE É COACHING?

Segundo o Instituto Brasileiro de Coaching – IBC, coaching pode ser definido como uma “metodologia que busca atender às seguintes necessidades: atingir metas, solucionar problemas e desenvolver novas habilidades. Trata-se de um processo de aprendizagem e desenvolvimento de competências comportamentais, psicológicas e emocionais direcionado à conquista de objetivos e obtenção de resultados planejados”. A ideia desta técnica está relacionada ao trabalho de um técnico e os seus atletas (pessoas em desenvolvimento do programa). O técnico funciona como um orientador compartilhando as suas experiências e objetivando o alto desempenho do atleta.

COACHING DE COMUNICAÇÃO

Para a consultora da ACT Comunicação, Andressa Duarte, as pessoas que fazem o coaching “buscam o aprimoramento da comunicação oral. Alguns querem melhorar as estratégias de fala em público, outros aperfeiçoar a comunicação não-verbal, ou seja, gestos, expressão corporal, facial, o olhar, etc… e alguns procuram, até mesmo, técnicas para controlar o medo de falar em público.”

Já os clientes, que já participaram destes programas, também compartilham a sua visão e perspectivas sobre o que desejavam obter quando procuraram o coaching, bem como quais as conquistas alcançadas.

Rodrigo Marciano, aprovado no concurso do Ministério Público, foi cliente do Coaching de Prova Oral da ACT Comunicação. Nas suas palavras, ele reforça o quanto o desenvolvimento do programa gerou confiança no momento da prova: “Fui para a prova oral do Ministério Público muito bem preparado. Graças à ACT Comunicação, sabia o que eu podia e o que eu não podia fazer naquele momento. Tal preparação me deu tranqüilidade para transmitir com credibilidade tudo o que havia estudado, desenvolvendo de forma adequada meu raciocínio e com domínio de uma boa técnica comunicativa.”

Kátia Henrique, empresária na área de eventos, buscou o coaching de performance para aprimorar suas habilidades comunicativas e de liderança, e após realizar o programa sentiu que seu maior objetivo, adequar a sua comunicação à sua profissão, foi alcançado:  “Há um tempo vinha buscando aperfeiçoamento profissional em comunicação. Através da ACT, vi a oportunidade de fazer o Coach em Comunicação e estou muito satisfeita com o objetivo alcançado.”

A ACT, O ACT COACH E VOCÊ

O ACT COACH é um dos produtos muito procurados na ACT Comunicação pelos clientes, sejam estes empresários, gerentes, palestrantes, vendedores ou concurseiros de prova oral. Este consiste na avaliação das habilidades comunicativas do cliente, bem como a assessoria na aplicação das técnicas comunicativas durante todo o treinamento, que é dividido em 3 encontros, de 2hs cada.

No primeiro encontro, é realizada uma avaliação detalhada da comunicação geral do cliente. Neste mesmo encontro, quando necessário, é feita a abordagem sobre o medo de falar em público, já com a aplicação de algumas técnicas de controle.  No segundo e terceiro encontros ocorre o treinamento das habilidades que precisam ser melhoradas com feedback constante da Consultora. Os resultados são visíveis e, de acordo com a Consultora Andressa, “a melhor forma de avaliar a melhora de um cliente é quando temos o retorno dele mesmo nos relatando como foi a sua performance e o quanto ele percebeu que houve diferenças em sua desenvoltura de fala em público.”

E você? Que tal ser também um caso de sucesso da ACT Comunicação? Inicie agora a avaliação do seu perfil de comunicação e receba um feedback sobre suas habilidades comunicativas.

Leia mais sobre o ACT COACH!

Vai se apresentar em público?

Veja o que deve subir ao palco junto com você!

PalestraAprender a controlar o nervosismo na hora de falar em público é uma tarefa das mais complicadas para muitas pessoas.

O que para alguns é simples e fácil, para outros é uma situação extremamente perturbadora. A insegurança e a falta de autoconfiança dominam a maioria das pessoas, é por esse motivo que as técnicas de apresentação se tornam fundamentais para auxiliar o orador na hora de enfrentar este desafio.

A nossa equipe preparou algumas dicas que poderão ajudar bastante na hora de subir no palco e enfrentar o público:

  • Estude bem o assunto a ser abordado na apresentação, decorar é um péssimo erro. Esteja bem inteirado sobre o que vai falar.
  • Avalie bem o público ao qual a apresentação vai se direcionar! Leve em conta a quantidade de pessoas, sexo, faixa etária, nível cultural da plateia, grau de conhecimento do assunto e o motivo de seu comparecimento, por convite ou imposição.
  • Separe a apresentação em partes estratégicas e tente desenvolvê-la conforme o planejado. Caso necessário, utilize uma colinha para evitar se perder ou inverter as partes. Pense no que você deseja conquistar como resultado dessa apresentação. E se você fosse um ouvinte que tivesse na plateia, o que gostaria que as pessoas comentassem no dia seguinte?
  • Antes de se apresentar, faça uma simulação, incluindo ensaios na frente do espelho se possível. Observe os seus gestos e movimentos; preste atenção nos vícios de linguagem que você costuma cometer. Caso perceba que a apresentação está longa demais, reestruture-a para que encaixe corretamente na programação.
  • Defina quais materiais serão utilizados, como data show, retroprojetor e vídeos. Ao utilizá-los, use transparências ou slides, procurando não poluí-los. Nunca uilize letras menores que o tamanho 16. Se possível, crie gráficos que tenham correlação com o assunto abordado.
  • Revise todo o seu material! Faça um checklist em termos de conteúdo, erros de português, erros lógicos, layout e, lembre-se de incluir a sua conclusão.
  • No momento de entrar no palco, cumprimente as pessoas! Olhe-as nos olhos, faça perguntas, interaja, as envolva na apresentação. Não fique parado só falando, falando… Represente o papel de orador! Faça gestos, deixe fluir a emoção na sua voz, dê vida a sua exposição. Não se manifeste preconceituosamente, não utilize gírias e palavrões, caso contrário sua mensagem será recebida negativamente.
  • Evite improvisos, ao menos que você tenha bastante experiência no assunto.
  • E, por último, termine a apresentação com uma conclusão bem elaborada, agradeça a plateia e dispense desculpas extras por motivos de nervosismo, dentre outros.

Observados estes pontos, ficará bem mais simples obter sucesso na sua apresentação!

Muitas pessoas optam pela ajuda de especialistas para acompanharem o seu processo de comunicação e sua evolução no treinamento de apresentações públicas. Uma das estratégias de acompanhamento e melhora das habilidades comunicativas é o coaching em comunicação, no qual você realiza sessões de treinamento individuais para trabalhar exatamente as habilidades comunicativas necessárias para transmitir a segurança e credibilidade que você deseja que o seu público perceba em você!

Você já desenvolveu este tipo de trabalho? A ACT Comunicação desenvolve o ACTCOACH e adoraria lhe auxiliar nas suas apresentações em público.

Puxar Conversa – uma forma prática de estreitar relacionamentos

Todos nós já ouvimos falar o quanto a pessoa com o perfil aberto e comunicativo atrai novos contatos, amizades, relacionamentos e negócios. A comunicação é a melhor forma de se tomar iniciativa e dar um primeiro passo nos relacionamentos!
Pesquisas americanas mostram que quando os clientes recebem informações via múltiplos meios de comunicação, eles são mais propensos a se tornarem fiéis. E na maioria das vezes, a mais efetiva forma de comunicação com eles incorpora um assunto “leve” e “despretensiosa”, ao contrário de uma linguagem direta de venda.
Face a Face
act_puxei_conversa_facebook AF 2
O face a face continua sendo a forma mais efetiva de interação com amigos e clientes. Para garantir um bom engajamento, ao iniciar uma conversa com alguém, identifique os sinais de abertura e de interesse do outro, como olhares na sua direção, sorrisos discretos, etc. Ao sentir receptividade, aproxime-se e aborde o outro se apresentando e mencionando o porque daquele contato. Neste momento, não é preciso complicar, mas é extremamente importante causar uma boa impressão, dizendo apenas coisas positivas.
Conversa Digital
Newsletters, e-mails, tweets e updates no Facebook são formas muito interessantes de se manter conectado com amigos e clientes. De acordo com um estudo realizado pela IBM, 57% dos CEOs de empresas esperam que as mídias sociais se tornem o método dominante de PUXAR CONVERSA e engajar clientes nos próximos 5 anos. Em segundo lugar vem o site, como um principal meio de contato. Veja dados no gráfico a seguir, retirados do Marketing Profs.
E você, como prefere se comunicar atualmente? Conte-nos quais os canais de comunicação que mais funcionam nas suas relações!
Participe do CONCURSOACT #PUXEICONVERSA e concorra a prêmios para você e sua Empresa!Boa sorte!

ACT Comunicação indica!

Para saber mais sobre como melhorar a sua comunicação nas apresentações em público, indicamos o livro “Faça como Steve Jobs”.

 04-livro_facacomo
O livro foi escrito por Carmine Gallo, especialista em técnicas de comunicação com vasta experiência no treinamento de altos executivos. O escritor esclarece o magnetismo do líder mais admirado do mundo, destrinchando cada momento de suas apresentações em técnicas simples que podemos aplicar imediatamente em nossas apresentações.
“A prática não é algo que você faz quando já está bom. É algo que você faz para se tornar bom” (Malcom Gladwell).
Fica a dica da ACT COMUNICAÇÃO para você que deseja melhorar as suas apresentações em público.